Um dia minha mãe me disse: é amor!

É amor!

Um dia minha mãe me disse: Ai meu filhinho tão amado, você futuramente vai me dar vários netinhos. Ta, vou respirar fundo agora. Pronto. Eu acho que ela não sabia que fosse tão difícil essa tarefa, e que isso pudesse causar tanta dor e sofrimento a mim, mas tudo bem. Acho que ela eu consigo perdoar. Um belo dia vendo meus e-mails vejo o de uma amiga, era um texto do escritor “Arnaldo Jabor”, nele dizia a seguinte frase: “Se não deu certo, não fique se martirizando, não é que não tenha dado certo, mas sim que deu certo pelo tempo que durou, e o maior dom e vantagem do ser humano é de poder amar várias vezes…”. Eu sinceramente não concordo, pelo fato de que amor se trata de sentimento único e visceral, sentimento esse que consome o nosso ser, mais que qualquer chuveiro de alta potência consome energia elétrica. Por favor, me entenda, esse sentimento meche com o nosso sistema imunológico, ele faz a gente surtar e sentir calafrios sem ao menos estar assistindo um filme do “O Exorcista”.

Quando se ama, tudo vira motivo para você sorrir, para sentir alegria sem ao menos ter ganhado na Mega Sena. E quando você vê a pessoa amada! Nossa, parece que tudo mais ali, naquele momento perde o sentido e você é único, isso mesmo, você se torna a única pessoa existente, pelo menos naquele momento. E você sabe por quê? Por que é esta pessoa o único motivo de você ter lido este texto até o final, e de ter acreditado a cada segundo, ou melhor, cada palavra, de que você a ama e a quer do seu lado, resumindo isso é amor.

Eu amo e não vomito as palavras que escrevo. Apenas as balbucio devagar o que todos amantes já sabem.



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s